Ana Vieira


Ana Vieira

Biografia

 

Ana Vieira nasceu em 1940, em Coimbra. Cresceu na ilha de S. Miguel, nos Açores.
Viveu e trabalhou em Lisboa, cidade onde faleceu em 2016.

 

Tem desenvolvido uma forte linha de trabalho organizada em torno da criação de ambientes que se traduz na exploração do espaço, escala e percursos, e consequentemente, em novas formas de percepcionar a arte. O som é recorrente nos seus trabalhos.

 

Participou em diversas exposições colectivas e individuais, de que se destacam: Alternativa Zero – Tendências na Arte Portuguesa Contemporânea, organizada por Ernesto de Sousa em 1977, e a exposição antológica que a Fundação de Serralves lhe dedicou em 1998. Em 2010, apresentou no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, a exposição Muros de Abrigo/Shelter Walls, em 2014 na Galeria Graça Brandão em Lisboa a exposição individual Inquietação e apresentou também em 2015 um projecto individual na SP Arte Fair, São Paulo, Brasil, com curadoria de Jacopo Crivelli Visconti.

 

Em 1985, foi galardoada com o prémio conjunto da AICA – Associação Internacional de Críticos de Arte e da SEC – Secretaria de Estado da Cultura.
Repetidas vezes, colaborou com companhias teatrais na construção dos figurinos e cenários das suas peças, como por exemplo Os Sequestradores de Altona, de Jean-Paul Sartre, no Teatro Tivoli em Lisboa, em 1979.

 

O seu trabalho está representado em diversas colecções, como as do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, da Fundação de Serralves e do Musée Cantonal des Beaux Arts de Lausanne,da Fundação EDP e da Fundação Carmona e Costa.